Coleção
Home    Info    Ask    Submit
About: Momentos. Compreensão. Significado. Sensibilidade.

(Source: tracando)

“Noite passada te escrevi um texto. Ou será que foi retrasada?
Desculpa, não lembro bem. Você tem andando tão vivo em mim, últimamente, que pode até ter sido hoje. Aonde eu quero chegar? Não sei. Eu nunca soube.”
(oqueeuadoroemti - sobre A.)
“Ele perguntou como eu tava, senti vontade de dizer que eu tava com saudade. Muita saudade. Sei lá, foi um sentimento tão sincero que chegou rasgando meu peito e fazendo o coração acelerar, uma vontade imensa de gritar “PORRA, EU TÔ MORRENDO DE SAUDADE”. Posso apostar que se a gente tivesse de frente um pro outro era riscado até deu pular em cima dele, de tanta saudade que eu tava. Mas eu só disse que tava tudo bem. Que eu tava bem. Que mais eu ia fazer?”(oqueeuadoroemti - sobre A.)

Sobre saudade

Há quem diga que é bom. Que significa a importância de algo/alguém na tua vida. Pode ser verdade, mas o cidadão que falou isso não estava sentindo saudade na hora. Aposto todos meus dedos do pé que não. Ninguém é tão sóbrio assim com os próprios sentimentos. Ninguém. É falar que fome é bom pra valorizar comida. Simplesmente não é pra quem sente. Saudade é foda. É não ter quem tu gosta do teu lado e por mais nobre que seja o subproduto disso, simplesmente não vale a pena. Pode despejar toneladas de frases bonitinhas e justificativas sobre isso na minha cara, o que sinto no final do dia continua igual: Saudade é uma merda.

Um telefonema não cura, anestesia. Uma foto só te faz lembrar mais ainda. Uma mensagem não tem cheiro. Um aroma não tem voz. E por aí segue… Incompleto sempre. Vocês não precisam de mais descrição pra saber, vocês sabem.

Dizem que a gente cresce e aprende a lidar melhor com os sentimentos. Pode até ser, mas não cheguei lá ainda com “a saudade”. Pra falar a verdade, tô longe. Longe e com saudade.

—Alexandre Nickel

(Source: plagved, via prettyxxvacant)

“Podia ter sido a nossa música. Podia ter sido você. Mas você demorou demais. Nem que sim, nem que não. Se você conseguisse me conquistar, a gente teria se lembrado dessa dança e desse momento. Mas agora a música acabou e eu já não sei se foram dois ou três pulos, cinco ou seis giros. Essas coisas são efêmeras demais, rapaz. E realmente podia ter sido a nossa música e eu podia ter te amado pra sempre. Mas você não quis.”Daniel Bovolento

(via umviolaoso)

(via abouttheweather)

(Source: amcq, via vermelhogeladeira)

“Ele é idiota e infantiloide. Nunca leva nada a sério, tu nunca sabe o que esperar. Eu tava num transito fudido hoje, comendo jujuba, e ficar muito tempo dentro do ônibus me faz pensar demais. Comecei a lembrar de umas coisas que a gente passou, do jeito dele, das piadas e me senti tão patética. Ele não tem nada demais, sabe? Aí fiquei me perguntando o que foi que rolou. Sei lá. Só conseguia pensar nisso e em como, ainda assim, eu daria as jujubas laranja pra ele. É esquisito demais.”(oqueeuadoroemti - sobre L.)

(Source: oqueeuadoroemti)

Imóvel tudo aqui é perfeito.

Imóvel tudo aqui é perfeito.

(Source: oqueeuadoroemti)

“Você não acredita como eu me importei com você, como eu reparava nos teus cacoetes, ouvia tua voz e pelo tom eu percebia como andava o teu humor, como eu sabia bem dos teus horários, teus macetes, eu poderia ter escrito teu diário, tanto que eu te conhecia.” —Martha Medeiros

(Source: obsessao-urbanoide, via alp0h)

"Spin Madly On" theme by Margarette Bacani. Powered by Tumblr.